Dia dos Namorados no Porto – O que não deve fazer

Dia dos Namorados no Porto - O que não fazer

S. Valentim foi martirizado no dia 14 de Fevereiro do ano de 278. Siga as nossas sugestões para não martirizar o seu Dia dos Namorados.

1. Não vá namorar nas proximidades do Farol de Felgueiras

Estar perto do mar pode ser uma tentação, mas nesta altura do ano prefira outras aventuras românticas, a protecção civil agradece.

Dia dos Namorados no Porto

2. Não coloque cadeados de amor na Ponte Luís I.

Sabemos que gosta da ponte, mas não precisa de lhe por um cadeado (vulgo, aloquete), ninguém a vai roubar. A ponte não é como o amor, a ponte não foge com outro(a). Para além de ser cliché, os cadeados ferrugentos são bastante danosos para a conservação da mesma.

3. Não grave o seu nome (MARIA+JOSÉ) nas árvores

Faça as tatuagens em si e não nas árvores, principalmente se estas forem centenárias. Nem coloque aquelas faixas tenebrosas nos viadutos das autoestradas, a declamar o seu amor a milhares de automobilistas irritadiços.

Dia dos Namorados no Porto

4. Não se feche num centro comercial

Se no Domingo o tempo estiver ameno, aproveite outros recantos da cidade que ainda não conhece (jardins, museus, cafés, eventos ao ar livre). Como dica, fuja a todos os sítios que estejam a abarrotar de corações. À excepção dos talhos (que estão fechados ao Domingo).

5. Não faça um documentário para as redes sociais

É muito divertido interagir nas redes sociais, mas o seu parceiro/a certamente preferirá que interaja com ele/a.

6. Não passe demasiado tempo a olhar para a sua cara metade enquanto conduz na VCI

Sim, está muito apaixonado. Mas é uma estrada perigosa, e não vale a pena ver o seu carro a envolver-se romanticamente com outra viatura.

Dia dos Namorados Porto

7. Não contenha o sotaque do Norte

Não faça isso, confie em mim. A sua cara metade já deve saber que é tripeiro, por esta altura. É preciso ter orgulho no sotaque. Até porque, caso não saiba, as pronúncias do Norte são as mais próximas do português original.

8. Não namore muito em jardins ou ruas potencialmente duvidosas

Evite prolongadas demonstrações de afecto em locais como o Jardim de São Lázaro e na Rua Cimo de Vila onde poderá receber propostas indesejavelmente românticas.

Dia dos Namorados no Porto

9. Repita connosco: não volto a comprar chocolates de supermercado como prenda

Certamente que já se andam a preparar os catálogos de descontos para o Dia dos Namorados, mas já chega comer com relutante gula os Kitkat das maquinas de conveniência. Sim, evite, mesmo que estejam a “Leve 2 Pague 1”. Prefira antes um chocolate verdadeiro, e artesanal. E porque não, portuense! Servem de exemplo os magníficos chocolates da Chocolataria Equador ou Arcádia.

10. Pense duas vezes antes de ir jantar fora

Pense bem, é Dia dos Namorados, e é Domingo. Quer melhor razão para ficar em casa? Pense bem em quão aborrecido vai ser estar num restaurante abarrotado com dezenas de outros casais, num cenário de pseudo-romantismo enjoativo. Planeie algo com antecedência e fique por casa!

Dia dos Namorados no Porto

11. Quer mesmo ir para um cinema lotado?

Imagine passar o seu serão romântico rodeado por dezenas de casais que mastigam pipocas em unissono, num ambiente saturado por vários litros de perfume. Experimente outras salas de espectáculo do Porto com programas alternativos, como a Casa da MúsicaFundação Serralves, Teatro Municipal do Campo AlegreRivoliCinema Passos Manuel ou Cineclube do Porto.

12. Para acabar em grande o seu Dia dos Namorados

Não se sinta obrigado a celebrar o Dia dos Namorados. Na verdade, o Dia dos Namorados é mais um produto de marketing importado do que um dia particularmente romântico. As dicas acima (à excepção do nº10) servem para o dia-a-dia amoroso de todos nós.

Dia dos Namorados no Porto
Imagem principal atribuída ao filme "Holy Motors" de Leos Carax, 2012, distribuída por Les Films du Losange.

Related / Relacionado

2 replies on “Dia dos Namorados no Porto – O que não deve fazer

Deixar uma resposta